Além da Morte (Flatliners – 2017)

Ellen Page morta

Além da Morte é um filme difícil de entender. Remake do filme que não foi um grande sucesso em 1990, Linha Mortal, ele é dirigido por Niels Arden Oplev, o mesmo da trilogia Millennium sueca. Por que um diretor com certo prestígio, assim como atores como a Ellen Page e o Diego Luna, aceitariam fazer essa mistura de suspense e ficção científica sobre as consequências de explorar os limites da ciência?

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Tempestade: Planeta em Fúria (Geostorm – 2017)

onda invade cidade.jpeg

Quando se fala de filmes trash, daqueles que fazem você rir da “tosquice”, existe um grande debate sobre como se faz algo do tipo. Quando se descobriu o valor de produções de baixa qualidade, veio a necessidade de tentar simular a comicidade involuntária propositalmente. O resultado são comédias como Sharknado, que até funcionam, mas nada supera quando o humor é feito naturalmente por quem acha que fez um filme sério.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cenas que Amamos – Stay Puft (Os Caça-Fantasmas)

homem gigante de marshmallow

A franquia Caça-Fantasmas é difícil de explicar e até de compreender. Um grupo de cientistas descobre evidência de que espectros de pessoas que morreram podem continuar no mundo para assombrar os vivos. Então eles resolvem abrir um negócio comercial, como se fossem dedetizadores. Numa comédia de ficção científica. Confuso, mas único.

Continuar lendo

Publicado em Cenas | Marcado com , | Deixe um comentário

1001 Filme #43 – Tempestade Sobre a Ásia

mongol herói

O Cinema Revolucionário Soviético gerou as pérolas mais famosas como O Encouraçado Potenkim e Um Homem com uma Câmera, mas tem outras obras-primas que ficam ofuscadas em um movimento. Este Tempestade Sobre a Ásia é uma surpresa em termos de história ao mudar o foco da revolução russa para os vizinhos mongóis.

Continuar lendo

Publicado em 1001 filmes | Marcado com , | Deixe um comentário

Doentes de Amor (The Big Sick – 2017)

Você acha que não pode encontrar uma boa comédia romântica? Doentes de Amor chega para quebrar essa expectativa com uma história real, emocionante, sincera e contada por bons comediantes. De defeitos, há apenas personagens perfeitos demais. Veja o vídeo.

Publicado em Filmes, Videocast | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A Morte te Dá Parabéns! (Happy Death Day – 2017)

mocinha com martelo e espreitada por assassino.jpg

A Morte te Dá Parabéns! faz algo curioso em tempos em que todo mundo tenta padronizar filmes em categorias como gêneros ou clichês: mistura dois subgêneros em uma coisa só. O slasher é subvertido ao ser colocado em uma trama de Feitiço do Tempo. Com direto aos tropos típicos dos dois, mas um é a reviravolta do outro.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Cenas que amamos – Alta e baixa manutenção (Harry & Sally: Feitos um para o Outro)

tela dividida de duas pessoas assistindo Casablanca

Comédias românticas talvez sejam os filmes com maior preconceito atualmente. Em grande parte porque o valor de produção do gênero não gera retorno suficiente com os padrões de estúdio e de independentes, então eles não são mais feitos. Mas muito também porque o número de obras de baixa qualidade é altíssimo. Está muito errado quem acha que não é possível haver uma comédia romântica boa. Basta relembrar de Harry & Sally.

Continuar lendo

Publicado em Cenas | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

1001 Filmes #42 – Marinheiro de Encomenda

bill jr mostra corda para namorada.jpg

Filmes do Buster Keaton, protagonista e um dos diretores desta produção, são relativamente repetitivos. O mesmo tema e o estilo de humor são sempre reutilizados. O que faz com que cada produção seja única é a originalidade com que ele muda os mesmos elementos e os torna novos.

Continuar lendo

Publicado em 1001 filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Cenas que amamos – O filho pródigo (Blade Runner)

Roy Batty triste e consolado por Tyrell

Blade Runner é um filme de trama simples. Um policial especial é mandado para caçar um grupo de foragidos. O que faz da narrativa diferente é como ela aborda o que faz do agente Deckard único. Ele investiga, captura e assassina replicantes, pessoas feitas artificialmente. A premissa se torna muito mais profunda com os questionamentos que surgem disso.

Continuar lendo

Publicado em Cenas | Marcado com , , | Deixe um comentário

Blade Runner 2049 (2017)

K caminha pela rua a noite

Com alguma frequência me pego desamparado quando descubro artes conceituais de filmes com belos visuais. A imagem filmada em cenário com atores nunca se equipara ao desenho de produção original. O que ocorre nesta continuação desnecessária (e nem por isso ruim), é justamente o contrário. É impossível olhar para imagens como a acima e pensar que não se trata de algo próximo do design original.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário