A Qualquer Custo (Hell or High Water – 2016)

dois irmãos olham para o horizonte.jpeg

O contraste alto aumenta a sensação de que o clima é árido. A amplitude dos campos se estende até o horizonte com os enquadramento. Os homens normalmente vivem em duplas e são grossos e viscerais. Mas há algo de diferente em A Qualquer Custo. Não é o típico faroeste de outrora, mas algo mais atual.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Videocast – Crítica de Monster Trucks (2017)

Filme no estilo de E.T. e O Gigante de Ferro com carros e o diretor de A Era do Gelo. Tem como dar errado? Tem. Onde Monster Trucks acerta e onde erra? Será que não passa de mais um lançamento de janeiro dos Estados Unidos sem personalidade, ou pode ser uma surpresa. Desta vez acompanhado da Deborah Novais e da Ana Luiza Medeiros, o Vinícius tenta responder essas perguntas.

Publicado em Filmes, Videocast | Marcado com | Deixe um comentário

A Grande Muralha (The Great Wall – 2016)

bicho%cc%83es-tentam-subir-na-muralha-da-china

Nada melhor que ir assistir um filme idealizado por um produtor inteligente, escrito por grandes roteiristas, com um ótimo ator e nas mãos de um diretor com visão única, certo? Talvez não, se todos esses artistas estiverem envolvidos em coisas com as quais nunca trabalharam antes. O que praticamente gera um filme de exceção nas carreiras de todos eles.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Lion: Uma Jornada para Casa (Lion – 2016)

patel reza pro computador.jpeg

Todas as pessoas possuem algo que as assombra. Muito além de uma presença sobrenatural, um indivíduo pode ser assombrado por erros, por culpa, pelo passado e, eventualmente, por uma missão de vida. Lion é sobre um homem perseguido na consciência pela percepção de que deve algo para pessoas que ama, mas que sequer lembrava que existiam.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Sobre a importância dos finais (A Cura – 2016)

 

homem ajoelhado diante de mulher em cenário nas montanhas.jpeg

Fotografia impecável. Enredo e narrativa envolventes. Atuação convincente. Parece a fórmula perfeita para um bom filme, certo? Errado. A Cura é uma produção que traz todos os elementos citados, além de outras características de um filme interessante. Mas peca intolerável e fatalmente no roteiro. Lockhart (Dane Deehan) é um ambicioso executivo. Chantageado pelos diretores da empresa onde trabalha, ele se vê obrigado a viajar aos Alpes Suíços, com a missão de buscar Pembroke (Harry Groener), um figurão da mesma companhia. No entanto, o sujeito encontra-se em uma espécie de sanatório, comandado pelo peculiar Dr. Volmer (Jason Isaacs), de onde será difícil sair.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Aliados (Allied – 2017)

Brad observa Marion no deserto.jpeg

Ficou difícil encaixar Aliados em uma categoria cinematográfica só. Drama, suspense, romance, filme histórico, qualquer um desses gêneros pode facilmente ser usado para descrevê-lo, mas isso é só parte da equação.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Videocast – Crítica de John Wick: Um Novo Dia Para Matar (John Wick: Chapter 2 – 2017)

Depois do sucesso surpresa do filme de ação do assassino que busca vingança em nome do cachorro dele, o Keanu Reeves volta ao papel de John Wick na continuação muito aguardada. O Vinícius e o Gabriel já assistiram a produção e fizeram este vídeo para compartilhar um pouco sobre os resultados da transformação de obra em franquia.

Publicado em Filmes, Videocast | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Três Dias do Condor (Three Days of the Condor – 1975)

robert-redford-no-telefone

Quando recebeu o roteiro de Capitão América 2: O Soldado Invernal, o ator Robert Redford, que faz o vilão do filme da Marvel, perguntou para os diretores se eles já haviam visto Três Dias do Condor. A resposta foi bem clara: o filme do herói é diretamente inspirado na trama do clássico de espionagem da década de 1970.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

O Pequeno Príncipe (Le Petit Prince – 2015)

raposa de pelúcia entre livros.jpeg

O Pequeno Príncipe é um daqueles clássicos infantis obrigatórios. O grande problema com esse status é que ele cria uma preguiça e um temor natural. E se eu não gostar desse negócio que é quase uma lei ser bom? E se for algo chato por ser antigo? O livro, felizmente, não se adequa a nenhuma dessas dúvidas. Mas elas valem muito para uma adaptação da obra.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Cenas que amamos – Você mesmo disse, puto (Guardiões da Galáxia)

peter se vira com a pedra do infinito.gif

Enquanto buscava-se uma cena para essa publicação, surgiu o choque. Como Guardiões da Galáxia nunca fez parte dessa coluna? A produção não é apenas uma das melhores da Marvel, ou uma das melhores do ano em que foi lançada. Trata-se de um tipo de filme que aparece com uma frequência cada vez mais rara nos cinemas. O absurdamente divertido.

Continuar lendo

Publicado em Cenas | Marcado com | Deixe um comentário