Ao Cair da Noite (It Comes at Night – 2017)

Travis sobre as escadas.gif

Este Ao Cair da Noite é um filme que chega com muitas expectativas indiretamente relacionadas a ele. É da A24, a mesma produtora de A Bruxa. É uma obra de ficção científica pós apocalíptica com alguma infecção que está acabando com a humanidade. E também é a nova produção com o ator, diretor e produtor Joel Edgerton. Mas o resultado final é isso tudo – e nada disso ao mesmo tempo.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A Menina da Bolha de Plástico (Tudo e Todas as Coisas – 2017)

Maddy e Olly separados pelo vidro.jpeg

Alguém lembra daquele filme feito para a TV nos Estados Unidos com o John Travolta? Se chama O Rapaz da Bolha de Plástico, e fez muito sucesso até no Brasil, apesar da baixa qualidade. Também houve aquele do Jake Gyllenhaal: Jimmy Bolha, outra coisa esquecível. Se um era um melodrama e o outro uma comédia besteirol, chegou a vez de tentar explorar a temática com um romance adolescente.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Colossal (2016)

o bicharoco imita Hathaway.jpeg

Filmes de propostas surreais são complicados, porque podem servir a muitos propósitos. Eles podem ser divertidos apenas pela bizarrice, assim como podem ser alegorias de questões mundanas e complicadas. Colossal se encaixa no segundo tipo, que usa do absurdo de uma mulher que controla um monstro gigante para tratar de temas sérios e íntimos.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

A Múmia (The Mummy – 2017)

close nos olhos da múmia.jpeg

Tudo do material de divulgação do novo remake do clássico de horror da Universal A Múmia clama por hesitação. Desde o destaque ao astro Tom Cruise até o fato de que a criatura tem efeitos estéticos desnecessários, como multiplicação de pupilas. Ainda mais quando os remakes de 18 anos atrás foram tão bem sucedidos, e este parece um pontapé inicial para mais um esquema de série de filmes como a Marvel fez.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Neve Negra (Nieve Negra – 2017)

Nieve negra 3

O mercado cinematográfico argentino tem se destacado pela alta qualidade das produções. Filmes como O Segredo dos Seus Olhos (de Juan José Campanella), Relatos Selvagens (de Damián Szifron), Um Conto Chinês (de Sebastián Borensztein) e O Clã (de Pablo Trapero) chamaram a atenção da crítica e dos amantes de cinema. Mas será que Neve Negra permanece no mesma trajetória de sucesso?

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Inseparáveis (Inseparables – 2016)

Tito e Felipe riem fora do carro.jpeg

O título, a cena de abertura e o último plano de Inseparáveis já evidenciam a qualidade da produção. Apenas por ser um remake argentino do sucesso francês de poucos anos atrás, Intocáveis, já existe algo de estranho neste filme. A curiosidade é inegável, especialmente para o espectador que tenha gostado do original. Será que há alguma necessidade de recontar uma história recente?

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Mulherão da P%$#@ (Mulher Maravilha – 2017)

Existe um prazer único depois da sessão de Mulher Maravilha. Depois de mais de décadas de sucessos cinematográficos baseados em histórias em quadrinhos e, pelo menos, umas três tentativas, finalmente fizeram um bom filme de uma super-heroína. Nada mais justo que tenha dado certo justamente com a amazona grega.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

1001 Filmes #31 – Aurora

casal principal

Assim como o último filme desta coluna, Aurora é um dos grandes filmes do Expressionismo Alemão. Além disso, é considerado por muitos historiadores do cinema como um dos ápices da linguagem cinematográfica muda. Não é de se estranhar. Do diretor F. W. Murnau, que já apareceu na lista com Nosferatu e A Última Gargalhada, trata-se de uma produção cheia de estilos do movimento germânico, mas com um toque mais naturalista.

Continuar lendo

Publicado em 1001 filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

A Descoberta (The Discovery – 2017)

ligado na máquina

Mais uma surpresa da Netflix com o festival de Sundance. Desta vez, eles conseguiram o próprio homem que fundou e deu nome à mostra de filmes independentes dos Estados Unidos. Robert Redford é uma das estrelas deste A Descoberta, que não foi lançado nos cinemas por ter a distribuição feita pela rede de streamming.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Cenas que amamos – Bem vindo a Porto Royal (Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra)

 

Jack Sparrow observa o horizonte

Quer se sentir velho? Basta pensar que, agora que o quinto (e tomara que último) filme dos Piratas do Caribe é lançado nos cinemas, o original, A Maldição do Pérola Negra, tem aproximadamente 14 anos de idade. Inspirado em atração dos parques da Disney, a aventura criada pelo diretor eclético Gore Verbinski, pelo produtor explosivo Jerry Bruckheimer e pelos roteirista de Aladdin, entrou no imaginário popular global e criou um dos personagens mais icônicos da arte.

Continuar lendo

Publicado em Cenas | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário