Nasce uma Estrela (A Star is Born – 2018)

Gaga canta e Cooper observa

As diversas facetas da fama, e as consequências que ela traz, já renderam inúmeros filmes e obras narrativas. Inclusive o Nasce uma Estrela original, de 1937. O que poucas vezes é trabalhado é o viés positivo do sucesso artístico. E parece ser essa a intenção de Bradley Cooper com este terceiro remake da história.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Juliet, Nua e Crua (Juliet, Naked – 2018)

Annie e Trevor

As comédias românticas ficaram esquecidas por vários motivos. O público se tornou mais cínico, e as mensagens dos filmes, ultrapassadas. É fácil encontrar problemas em vários exemplares, mas é impossível dizer que não há charme em produções que trazem leveza ao espectador. E um dos melhores autores para trabalhar com a característica é o inglês Nick Hornby.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Ponto Cego (Blindspotting – 2018)

Collin encara a camera

Logo na sequência de créditos iniciais de Ponto Cego, o diretor Carlos López Estrada divide a tela no meio com duas cenas que se complementam. Uma imagem revela um lado glamourizado de Oakland – cidade portuária da costa oeste que é considerada uma das mais perigosas dos Estados Unidos -, e outra mostra as “realidades” escondidas de um subúrbio empobrecido.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , | Deixe um comentário

Mare Nostrum (2018)

Mitsuo e Roberto

Para os curiosos, Mare Nostrum foi o termo usado pelos romanos antigos para falar do domínio que possuíam sobre o mar mediterrâneo, área do oceano que divide a Europa, a África e a Ásia. Não é à toa que, logo na cena de abertura, um homem negro e um descendente de japoneses se encontrem para discutir a venda de um terreno em Praia Grande, cidade do interior de São Paulo.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Papillon (2018)

Papi 1

Até pouco depois do fim da Segunda Guerra Mundial, a Guiana Francesa abrigava uma grande e brutal colônia penal comandada pela França. Os considerados como os principais criminosos do país europeu eram enviados para a conhecida como “Ilha do Diabo”.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O Mistério do Relógio na Parede (The House with a Clock in Its Walls – 2018)

trio diante da lareira em forma de boca

Quando se pensa em adaptações de livros infanto juvenis para o cinema, certamente não se pensa em um dos diretores de horror mais famosos pela sanguinolência na obra. Mas foi difícil não reconhecer que, talvez, Eli Roth era uma escolha interessante para fazer com que a série de aventuras do jovem Lewis Barnavelt (Owen Vaccaro) ganhasse vida. A mistura pode gerar uma aventura infantil irreverente, assim como um tropeço.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , | 3 Comentários

O Predador (The Predator – 2018)

munn e holbrooks contra o predador

A franquia Predador é uma dessas em que os donos dos direitos autorais (a Fox, neste caso) nunca soube como aproveitar a adoração do público para tirar dinheiro do material. A raça alienígena criada em 1987 no filme clássico com o Arnold Schwarzenegger sempre foi adorada pela criatividade com que age. Agora, é a vez do diretor e roteirista consagrado Shane Black tentar a mão com os ETs.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , | 2 Comentários

O Banquete (2018)

convidados na mesa

O cinema, inúmeras vezes, se mete a desenvolver histórias com narrativas teatrais, que se passam em um único cenário. Hitchcock, o mestre, fez isso de forma magistral com uma sugestão de plano contínuo em Festim Diabólico. O cenário é sempre o mesmo, com mudanças e dinâmicas feitas pelas ações dos personagens. Chegou a vez de Daniela Thomas experimentar com este O Banquete. Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

A Freira (The Nun – 2018)

the-nun-poster-head

Desde a aparição de ‘The Nun’ em 2016 no filme Invocação do Mal 2 vimos potencial no personagem. Uma estética aterrorizante, moderna mas saudosista faziam a composição dos adereços e maquiagem da freira. Em 2017, ocorre o anúncio do filme solo e o que poderíamos esperar? Muita tensão, atmosfera que nos sugassem para dentro da obra e pavor, já que, ao assistir o segundo filme da franquia principal, é difícil esquecer o rosto da personagem.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Alfa (Alpha – 2018)

Keda (Kodi Smit-McPhee) with Alpha in Columbia Pictures and Studio 8's ALPHA.

Filmes sobre cachorros e as relações honestas entre esta espécie e a humana nunca saem de moda porque, de forma simples, nós amamos nossos companheiros de quatro patas. Entre as produções de Lasse Hallström sobre a temática (ele dirigiu Sempre ao Seu Lado e Quatro Vidas de um Cachorro), alguém teve a ideia de contar a história de como essa amizade começou.

Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário