Ubisoft vai para o cinema.

Vamos falar de games. Mais especificamente de uma empresa chamada Ubisoft. É uma empresa francesa que atualmente é reconhecida como uma das maiores publicadoras de jogos eletrônicos do mundo. Possui uma biblioteca forte de personagens e franquias bem estabelecidas. Além de ser uma das publicadores mais simpáticas aos olhos do público e de outras empresas.

E agora ela quer ir para o cinema.

Nos últimos dez anos a Ubisoft vem publicando franquias de grande qualidade em termos de história. Dentre elas destacam-se Splinter Cell e Assassin’s Creed. A primeira concebida por ninguém menos que o autor Tom Clancy. A segunda virou livros best-sellers e reconhecidos em diversos veículos.

Splinter Cell acompanha as missões do agente Sam Fisher, que são concluídas em ações discretas, com o personagem se esgueirando onde e como pode para alcançar seus objetivos. Sua história passa pela tragédia e pelo triunfo constantemente e gerou um grupo de fãs que o adoram.

Assassin’s Creed é um jogo de ficção científica que gira em torno de uma invenção chamada Animus. Através do aparelho, uma pessoa pode ter acesso às vidas de seus antepassados. A trama acompanha Desmond Miles, que nasceu dentro de um clã secreto e é obrigado a investigar seus antepassados para impedir que uma profecia seja realizada. A franquia lança um jogo por ano e é uma das mais elogiadas da atualidade.

Recentemente a Ubisoft anunciou que Michael Fassbender assinou como produtor e ator principal para a adaptação de Assassin’s Creed. Pouco tempo depois foi a vez de Tom Hardy como intérprete de Sam Fisher. Parece interessante.

Interessante porque demonstra que a Ubisoft está interessada em manter seu material com pessoas de talento. Michael Fassbender é um ator maravilhoso que normalmente se envolve em projetos de qualidade. Tom Hardy já provou ser um dos melhores atores atualamente, quem não acredita, assista Bronson. Os projetos nos quais Hardy se envolve não são sempre de qualidade, vide a comédia romântica Guerra é Guerra, mas ele sempre garante uma interpretação impressionante.

Pensar em jogos adaptados para o cinema é doloroso. Poucos são bons e nenhum é notável. O melhor é Terror em Silent Hill, e esse ainda é duvidoso. É bom ver que uma empresa de jogos de qualidade buscar fazer duas de suas obras virarem exceções.

Duvido muito que Fassbender permita que Assassin’s Creed vire um filme ruim. Já Splinter Cell, caso tenha bons roteirista e diretor pode vir a ser uma obra como Caçada ao Outubro Vermelho, filmaço de espionagem da década de 1980.

Dedos cruzados para a Ubisoft e suas aventuras em outra mídia.

 

GERÔNIMOOOO…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Novidades e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s