Cenas que Amamos – Tubarão (um barco maior)

J_BROWN_JAWS__FINAL_IMAGE_1_1024x1024.jpg?v=1360790608

Tubarão envelheceu mal. Pelo menos em termos de efeitos de produção. É impressionante como aquela aberração mecânica do Spielberg já não funciona mais tão bem na tela. Ainda assim, o filme ganha potência com a direção única de Spielberg. Como criar suspense e diversão em um filme sobre um tubarão gigante atacando uma cidade costeira? Ninguém nunca fez nada comparável com isso.

Após um monte de gente morrer, dramas políticos e inimizades malucas serem resolvidas, os três protagonistas finalmente estão em alto mar preparados para enfrentar o bicho do inferno. Então Spielberg faz a grande apresentação de seu vilão.

A rotina do alto-mar está acabando com o protagonista. Enquanto seus companheiros são experientes com navegação e a vida marítima, ele é um delegado perdido naquele ambiente. Então, irritado, ele vai jogar iscas para o monstro. Em meio ao ato e às reclamações, ele vê pela primeira vez o motivo de tanta algazarra.

A reação é a mais adequada possível. Expressão de quem percebeu que deu merda, caminha de costas e então a fala que reconhece o fato. Eles vão precisar de um barco maior. Tudo com a câmera de Spielberg dando destaque ao suspense do personagem, crescendo até chegar à conclusão.

A cena.

ALLONS-YYYYYYYYYY…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Cenas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s