1001 Filmes – #11: Órfãs da Tempestade

url

Mais um de Griffith. O último do diretor no livro para ser mais exato. Esse filme ficou reconhecido por ser o último em vários sentidos. Último melodrama épico do diretor, última parceria com as irmãs Gish. É triste quando um bom filme fica famoso por questões como essas e suas qualidades quase nunca são lembradas.

Como na maioria dos filmes de Griffith, a ideia é acompanhar algum tipo de evento histórico para refletir sobre conceitos que o diretor achava importantes. Duas órfãs que cresceram juntas viajam para Paris para realizar uma operação que pode curar uma delas. Mas assim que chegam à cidade, são separadas pelos conflitos que levaram à Revolução Francesa.

Griffith chega ao seu máximo de domínio da linguagem cinematográfica. A estrutura de roteiro é redonda e bastante adequada ao que se vê hoje em dia. Assim que o primeiro ato termina as duas protagonistas vão passando por seus infernos pessoais com o diretor alternando eventos positivos e negativos para as duas, brincando com a expectativa de quem assiste ao filme. Quando achamos que elas finalmente vão se reencontrar, algo vem e as separa.

O filme conta com enquadramentos inspiradíssimos e extremamente complexos se considerarmos a época e a tecnologia disponíveis. Em certa parte, a câmera acompanha um grupo dos revolucionários dançando nas ruas e o movimento cria uma imagem que impressiona pela complexidade.

A obra de Griffith retratada na lista dos 1001 filmes acaba por aqui. E até onde eu sei, também acabam as participações da Lilian Gish. O que é um pena, por mais difícil que seja assistir um filme mudo, ver seu belo rosto facilitava bastante. Então, em homenagem à sua última participação na lista, vou deixar essa imagem abaixo.

Imagina essa moça ruiva...

Imagina essa moça ruiva…

Para quem quer assistir ao filme.

FANTASTIC…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em 1001 filmes, Filmes e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s