Mundo da Mari – As Aventuras de Peabody e Sherman

1382614012478

Sr. Peabody é magnata, intelectual, chef, cientista, prêmio Nobel e grande conhecedor do mundo. Certo dia, em uma de suas caminhadas, ele encontra um bebê abandonado em uma caixa e decide adotá-lo, dando-lhe o nome de Sherman. Detalhe peculiar, Peabody é um cachorro e Sherman um bebê humano. Afinal, “Se um menino pode adotar um cão, por que não, um cão adotar um menino”.

Baseado no desenho Sr. Peabody & Sherman de 1959, criado pelo animador Jon Ward. A adaptação em computação gráfica tridimensional produzida pelos estúdios Dreamworks Animation estreia dia 28 de fevereiro. O enredo conta a história de uma relação entre pai e filho, o que a sociedade acha de um cachorro adotar um menino e suas agruras. O cientista canino cria uma máquina do tempo com a qual sempre viaja com seu filho, ensinando sobre a história da humanidade. Ao longo dessas viagens, os dois conhecem Leonardo da Vinci, George Washington, Robespierre, Monalisa, Maria Antonieta, Tutankamon entre outros.

Até então o menino não havia frequentado uma escola. Em seu primeiro dia de aula já entra em conflito com uma de suas colegas, chamada Penny, ao sofrer bullying praticado por ela. O Sr. Peabody foi chamado à escola, onde é informado da briga e de sua atitude incomum. Na tentativa de resolver o assunto e acalmar os ânimos, ele convida a garota e seus pais para um jantar cordial em sua casa. A partir do desastroso jantar, a aventura se desenvolve.

Viajando com Penny.

Viajando com Penny.

Diversão garantida. Realidade e ficção são apresentadas de uma forma lúdica, simples e com muito humor. Mari e eu saímos da sala de cinema melhor do que entramos, animadas e mais leves depois de dar muitas risadas e assistir a uma ótima história.

A experiência com o 3D tem rendido, para mim, bons momentos com a Mari. Pequenos sustos e momentos de tensão a ponto dela agarrar meu braço tentando se proteger das imagens que pulavam da tela aconteceram diversas vezes. Ao final da sessão, sem exageros, Mari puxou aplausos demonstrando o quanto havia gostado.

Filme para todos os públicos. Uma excelente história sobre adoção e o amor proveniente desta relação. Recomendo.

 

Grande beijo!

Sobre Aysla de Oliveira

De essência ímpar, feminista, amiga, justiceira em tempo integral e mamãe da Mari.
Esse post foi publicado em Filmes e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s