O Melhor Lance

The Best Offer

“Toda falsificação possui alguma autenticidade”. Esse é o mote por trás deste novo filme do lendário Giuseppe Tornatore. Com um diretor qualquer, seria uma metáfora para a própria produção. Com Tornatore, é uma discussão sobre a personalidade falha de um homem deturpado pelo próprio distúrbio.

Virgil Oldman (Rush) é um leiloeiro de alta classe que sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo. Chamado para autenticar uma coleção de um casal que faleceu, ele descobre a herdeira. Uma mulher jovem chamada Claire (Hoeks) cuja existência irá mandar Oldman através de um mistério que o fará confrontar seu transtorno.

O foco do filme é basicamente a transformação de Oldman através do contato com Claire. Logo no começo, ele especifica que arte envolve mais do que técnica pura, mas também um certo nível de mistério. E mistério é o que o move para desvendar Claire. À princípio, as necessidades dela irritam seu estilo sistemático de vida. Mas, no momento em que ele descobre detalhes mais curiosos, não consegue se afastar da vontade de descobrir os segredos por trás da cliente misteriosa.

Tornatore é um grande diretor. Faz uma montagem assustadoramente acelerada desde o começo, mas ainda consegue usar de pequenos elementos rápidos para ambientar em poucos segundos. Neste ritmo corrido, mistura o primeiro ato com o início do segundo. A história principal se desenvolve em paralelo à explicação do que é o mundo de Oldman. À medida em que o espectador compreende o personagem, também o vê se envolvendo com a trama principal. Investigando o inventário dos itens na casa de Claire, Oldman descobre uma peça de engrenagem que esconde em seus detalhes uma pista para um pequeno tesouro perdido. A investigação da máquina segue lado a lado com as descobertas de quem é Claire.

Kinostarts - "The Best Offer - Das höchste Gebot"Oldman investiga o mistério por trás das paredes da casa de Claire.

O filme segue assim até que chega ao momento no qual Oldman parece estar profundamente envolvido romanticamente com a Claire. Mesmo quando o mistério vai diminuindo, Tornatore continua o filmando como um suspense. Então fica a dúvida para o espectador. Ele está vendo um romance sobre um homem que não compreende as mulheres desvendando uma pela primeira vez na sua vida ou está fazendo um suspense de mistério?

Para tanto suspense, Tornatore mistura a música minimalista e pesada de Ennio Morricone com a ironia constante do personagem e filma o mistério de Claire fazendo com que revelações rotineiras para pessoas comuns sejam terrores intensos para alguém com o transtorno de Oldman. Tudo isso faz com que O Melhor Lance seja muito divertido. Os cortes representativos, o mistério envolvente, o humor do protagonista e a grande direção prendem praticamente no momento em que a produção começa.

O final do filme envolve um twist do melhor estilo. Porém, recomendo ao espectador não ver o filme pela surpresa, mas pelo que ela representa para a transformação de Oldman. Com a espetacular interpretação do Geoffrey Rush, o personagem ganha todos os detalhes de um homem com TOC. É impressionante como ele parece incomodado sempre que se encontra com uma mulher desconhecida ou o nojo exprimido rapidamente ao perceber que terá que tocar em algo de outra pessoa. Ao lado dele, Donald Sutherland não parece entender muito bem as falas que tem que dizer, fazendo uma interpretação muito aquém de seu talento. A desconhecida Sylvia Hoeks está esplêndida como Claire. Dona de uma beleza hipnotizante, Hoeks cativa com sua voz de seda e sua expressão de desespero. O Jim Sturgess está correto, como sempre.

claireSylvia Hoeks. Beleza hipnotizante em cena.

O filme tem um grande problema, que é o seu terceiro ato. Por mais que seja bem dirigido e sirva para o que Tornatore quer representar, esta parte é muito longa após a revelação do twist. Depois de algum tempo, nada de novo que apresenta é realmente novidade. Se deixasse tantas explicações de lado e focasse direto na grande tomada final, seria muito superior.

O Melhor Lance é um mistério previsível, mas muito bem conduzido. É um romance com tons de suspense que mantém a atenção. Mas acima de tudo isso, é sobre um homem com um conflito pessoal perturbador e muitíssimo interessante passando por uma transformação traumática.

 

FANTASTIC…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Filmes e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

12 respostas para O Melhor Lance

  1. Ainda não consegui ver o filme, e estou doido para fazê-lo, mas só passei pra deixar um recado rápido: David O.Russell sentiu a indireta. Hahahahaha.

  2. Anônimo disse:

    nao entendi o fina? quem roubou ?

  3. Pingback: Grandes filmes de 2014 | Aquela velha onda.

  4. Marcus Moura disse:

    Não entendi o final, quem robou as obras dele e o que ele foi fazer naquele restaurante onde terminou o filme?

  5. Anônimo disse:

    Minhas dúvidas são as mesmas do Marcus Moura acima…..
    Quem pode responder?????
    Lilly M. F.

    • Vina disse:

      O Billy com o Robert e a Claire. Os três estavam trabalhando juntos. Quanto ao restaurante, faz muito tempo que assisti ao filme. Eu teria que rever pra poder dizer o que eu acho.

  6. Anônimo disse:

    Também não entendi o final….
    Quem roubou?
    O que ele foi fazer no restaurante????

  7. Anônimo disse:

    Adorei o filme ….mais o final não entendi ele ficou com depressão. …

    • Anônimo disse:

      Os três tramam o tempo todo. Virgil é roubado no final pelos três. O restaurante que Claire mensiona ter sido um lugar que ela adorava, é o dos relógios, que ele procura ainda lá, encontrar Claire.
      Após essa última tentativa, termina em um hospital, com depressão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s