Dois anos de Velha Onda

frank-the-tank-old-school-648737_900_600

No primeiro dia, o blog teve sete visitas. No segundo foram vinte e cinco. Eventualmente chegou a cem e de repente já haviam vídeos. Neste segundo ano, perdemos apoio da maioria dos colaboradores e o número de visitantes caiu, mas o sonho continua, as visitas também e o amor por filme se mantém.

Apesar da queda de acessos e do desânimo do pessoal, neste segundo ano foi quando chegamos ao ápice de mais de 400 views em um dia. Também acertamos finalmente a mão com os vídeos de resenha. Tudo indica um futuro mais brilhante para o Aquela Velha Onda. Fiquemos com os dedos cruzados.

Ainda há um apoio externo, a melhora dos textos com meu envolvimento com a faculdade de jornalismo. Ela pode ter me limitado em termos de tempo e produção, mas garantiu textos melhores e um nível mais profissional. Muitos feedbacks positivos foram a prova de que seguimos o caminho certo.

Dois anos atrás o blog nasceu e virou meu novo sonho. Praticamente tudo o que eu faço é por ele ou por minha namorada hoje em dia. Quando o criei, não pensei que um dia chegaria a dois anos (não tenho certeza se chegará a três), mas encontrei nele uma liberdade criativa de que sentia falta.

E ter esse nível de liberdade é engraçado. A princípio é libertador. Com o tempo você começa a perceber que tem limites pessoais. Quando a pessoa se permite fazer o que quer, uma hora ela bate contra uma parede. É quando ela aprende até onde consegue chegar. Daí surgem duas possibilidades. Ou você se conforta e fica no status quo, ou você descobre como expandir.

A cada dia eu preciso aprender como ir além das minhas capacidades com o blog. Os textos melhoraram, minha rede de contatos aumentou. Escrevo para uma revista, virei editor chefe de um jornal laboratorial da faculdade cujo resultado final me deixou muito orgulhoso.

Eu cresço com o blog e, em resposta, pretendo fazer com que ele cresça comigo. E com o apoio de todos que nos acompanharam até aqui, tem sido muito mais fácil e satisfatório. Então é isso, os parabéns são pra nós também, mas especialmente para vocês, por terem dado apoio a um filmaníaco solitário que precisava se distrair de sua depressão.

 

Muito obrigado…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Evento e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para Dois anos de Velha Onda

  1. Juliana disse:

    Muito gay seu texto de amor pelo blog ❤
    Eu to sempre visitando, apesar de não ter conseguido manter minha coluna aqui 😦 mas confio cegamente no que o blog oferece e nos seus conhecimentos cinéfilos (exceto seu desgosto por musicais).
    Muitos anos de vida ainda pro blog, Vini! 🙂

    • Vina disse:

      Muito obrigado, moça.
      Ainda tenho a fé de que um dia sua coluna voltará triunfante. Ainda há muito a ser dito sobre a peruca do Nicolas Cage, afinal.

  2. Aysla de Oliveira disse:

    Andei distante do blog mas meu amor por ele e por vc são enoooormes!!!! O blog é sensacional, a proposta é diferente, quem lê elogia bastante. Vc faz um ótimo trabalho, que esse sonho permaneça. Beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s