Só queria deixar isso aqui – Trailer de The Cobbler

the-cobbler-adam-sandler1

Eu fiquei sabendo desse The Cobbler como o novo filme do Adam Sandler, então já estava preparado para não dar muita atenção ao título. Até que vi o link para o trailer junto com a opinião de um crítico: “Parece ótimo. Que ideia fantástica! Pena que nunca pensei nisso antes.”. Então fui ver qual era essa ideia tão boa.

E não é que o cara estava certo? Max Simkin é um sapateiro cuja máquina de conserto estragou. Então ele usa a antiga e aposentada máquina do pai para fazer um conserto de última hora. Ele percebe que o tamanho do pé do cliente é igual ao dele e, ao experimentar o produto, descobre que ficou igual ao dono do calçado quando o coloca. Como dono de uma loja de conserto de sapatos, ele tem à disposição diversas identidades que pode pegar emprestadas a seu bel prazer.

Se fosse mais uma comédia usual do Adam Sandler, seria a desculpa para piadas de peido e vozes finas do comediante para chegar em alguma lição de moral tosca e mal feita. The Cobbler, porém, é dirigido pelo ator Thomas McCarthy. Um desses atores coadjuvantes cujo rosto você sempre reconhece, mas não lembra de onde. Ele se meteu a dirigir filmes a algum tempo e se revelou um cineasta muito sensível. Basta procurar seu filme mais famoso, O Visitante, em que revelou que o Richard Jenkins é um grande ator.

The Cobbler começa como uma comédia de situações, mas, pelo que o trailer aparenta, vai virar uma analogia sobre satisfação pessoal. Em certo ponto, Max pergunta pra mãe o que ela faria se pudesse fazer qualquer coisa que quisesse. Ela responde que jantaria uma última vez com seu pai. Max pega um sapato de seu pai, assume a aparência dele e leva a mãe para uma janta.

É o tipo de sensibilidade que Sandler nunca conseguiria colocar em suas comédias comuns. Daí o filme vai discutir os valores daquela expressão sobre calçar os sapatos de outra pessoa. Seja como for, The Cobbler parece ser um filme belo. E o Adam Sandler costuma atuar muito bem em filmes do estilo.

P.S.: Dustin Hoffman é sempre uma qualidade em qualquer filme.

ALLONS-YYYYY…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Novidades e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s