Regras não ditas de conduta no cinema

movie-theater-audience

Assunto repetitivo? Talvez. Mas é engraçado porque todo mundo tem uma opinião diferente acerca. Então por que não dar a minha também? Principalmente quando algumas das regras que outras pessoas dizem seguir não condizem exatamente com as que eu sigo. O que comer na sala? Pode-se conversar? Toda regra tem exceção?

Comida

Neste tópico eu sou extremamente liberal. Leve qualquer coisa que você quiser para o cinema. Eu mesmo já levei uma caixa de pizza para comer com alguns amigos. O que sugiro é que evite ao máximo fazer barulho e tente não atrapalhar os outros. Não acho que alguém vá levar um prato com talheres para o cinema, mas certos apoios e utensílios que acompanham comida podem ser barulhentos. Se não puder evitar o ruído, tente pelo menos deixar o barulho para quando o filme estiver em uma cena mais barulhenta.

Outra coisa importante. Se sobrou lixo, carregue para alguma lixeira após a sessão. Eu sei que tem gente que trabalha limpando a sala entre os horários, mas quanto mais tempo esse pessoal precisa passar limpando o cinema, mais aumenta as chances de atrasar o próximo filme. Já é trabalho suficiente ter que limpar refrigerantes, molhos e comidas derramados. Levar o próprio lixo dá o trabalho apenas de levantar um pouco de embalagens até alguma lixeira que normalmente se encontra já na porta de saída, mas quando tem que levar o lixo de centenas de pessoas o caso é diferente.

Conversa

Mais uma vez, vou ser liberal. Quase todo mundo que leva cinema a sério vai dizer que conversar é inaceitável sob qualquer condição. Eu acho que uma das diferenças do cinema em relação aos Home Theaters é que tem-se uma experiência sensorial ao ver um filme com um público. Quando o filme é engraçado, é comum todos na sala rirem juntos. Quando é triste, ouve-se engasgos e fungadas para todos os lados.

Eu achava que nas cabines de imprensa todos os jornalistas eram extremamente quietos e sérios, mas quase todos gostam de comentar coisas que percebem nos filmes enquanto assistem. O negócio é que todos falam baixo o suficiente para não incomodar os outros que não fazem parte da conversação.

E também rolam as exceções. Quando assisti o remake de A Morte do Demônio em uma sala lotada, eu e outro espectador gritávamos reações ao que acontecia no filme. Toda a sala participava e ria porque o filme possui o tom de galhofa que as piadas criavam. Agora, quando o filme é sério e as cenas requerem atenção é preferível evitar falar alto.

Ssssshhhhhhhh…

Ouviu alguém fazendo barulho? Está incomodado com o comportamento alheio? Antes de fazer o famoso ruído entre os dentes, pare para pensar. O som para silenciar quem está falando ficou popular porque ele é incômodo. Não apenas para quem está falando, como para qualquer pessoa ao redor. Então antes de incomodar todo mundo, reflita um pouco se o barulho vai incomodar mais ou menos que a conversa alheia. Pelo menos faça isso antes de também ser um problema.

Cotovelos

Sentou-se ao lado de alguém ou uma pessoa de repente pegou o assento ao seu lado? O espaço para cotovelo virou um campo de batalha. Não é dele nem seu. Minha regra pessoal é a seguinte: Está vazio, coloque o cotovelo. Se está ocupado, não puxe briga. Existem maneiras de ficar confortável sem apoiar o braço no espaço da cadeira.

Eu sou um cara passivo. Prefiro ficar em paz e evitar confronto, mas já ouvi falar de gente que estava com o cotovelo no braço da poltrona até que o novo vizinho sentou-se ao seu lado e simplesmente esbarrou o braço para ocupar o espaço. Se você não for passivo como eu, recomendo esbarrar de novo com mais força e demonstrar que comprou a briga. Só tome cuidado para não fazer com que o cidadão não derrame comida com o golpe. Aí você pode estar fazendo com que um cara que não quer briga comece a brigar de verdade.

Problemas

Já dizia a lei de Murphy: “Se algo pode dar errado, vai dar errado.”. Ir ao cinema é pedir para que a lei revele como funciona. Projetores são complicados e vivem dando problema em suas diversas peças. Lentes, lâmpada, HD ou película (depende do tipo de projetor), além dos vários problemas comuns que surgem com a sala ou com as pessoas presentes nela.

Primeiro de tudo, se o projetor deu problema e os funcionários não perceberam, saia da sala e procure alguém que trabalhe no estabelecimento. Gritar com a janelinha por onde sai o filme é inútil. O ambiente é vedado e ninguém lá dentro pode ouvir o que se passa na sala. Os funcionários do cinema, porém, possuem rádios para se comunicar entre si e por isso vão ser mais eficientes que gritar com um quadradinho de vidro.

Segundo, a poltrona está danificada ou suja com algo, chame alguém do cinema e educadamente fale do problema e peça uma solução. Eles são representantes de uma empresa e você é seu cliente. É o trabalho deles evitar que você saia do local com reclamações. Nada é motivo para agressão ou hostilidade, a menos que seja por defesa pessoal, mas eu duvido muito que os funcionários vão te agredir.

É preciso lembrar que às vezes o problema são os funcionários. Eles podem ser muito mal educados e te tratar mal. Nesse caso, apenas leia o nome do indivíduo no crachá que eles são obrigados a utilizar e, com calma, vá reclamar dele na gerência. Se o problema for com toda a equipe de funcionários ou o gerente quiser ficar do lado do empregado, reporte para a rede de cinema. Eles são apenas um ponto de toda uma corporação e precisam responder para uma marca muito maior que apenas aquele multiplex.

No terceiro caso, o problema pode ser os outros clientes. Gente usando celular (regra universal: desligue essa desgraça ou ponha no silencioso e jamais atenda ou responda mensagens), gente brigando, gente conversando em volume além do bom senso, e, já ouvi histórias, gente atentando contra o pudor. Os funcionários também são autorizados a pedir para que clientes se retirem do cinema e podem chamar auxílio de seguranças locais. Mas tenha em mente que eles também tem o dever de notificar quem reclamou para a pessoa que está sendo removida. Já fiquei sabendo de pessoas convidadas a se retirar que esperaram fora do cinema para poder se vingar.

 

No geral é isso. Repense o comportamento antes de ir para um cinema. Concorda com o que foi dito? Discorda? Deixe sua opinião para enriquecer a discussão.

 

ALLONS-YYYYYYYYYYY…

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Bizarrices, Desabafo, Dica, Discussão. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Regras não ditas de conduta no cinema

  1. Anônimo disse:

    A parte sobre falar no cinema está incorreta. Não se trata de opinião e sim bom senso. Conversar no filme é comentar é óbvio que não pode. Vc não está em casa.

    • Vina disse:

      Caro anônimo, você não acha que incorreto é um tanto quanto impositivo? Certamente não estou em casa em um cinema, mas estou em condições de ter opiniões válidas. Quando você diz incorreto, está impondo uma regra não dita. Ou seja, sua opinião. Por que ela seria mais válida que a minha se ambas buscam um convívio de qualidade no cinema?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s