Arquivo do mês: setembro 2016

Irmãos brasilienses concorrem ao prêmio Netflix

Foto por Jana Ferreira. Lançado em 2015, O Último Cine Drive-in é um filme feito por brasilienses e que tem um monumento de Brasília – o cine drive-in – como uma das personagens da história. O longa dirigido por Iberê … Continuar lendo

Publicado em Dica, Diretores, Evento | Deixe um comentário

O Caçador e a Rainha do Gelo (The Huntsman: Winter’s War – 2016)

Eis um exemplo perfeito de algo que não deve ser feito no cinema. Uma continuação desnecessária para um sucesso cuja história estava fechada e sem espaço para avançar. Branca de Neve e o Caçador foi uma surpresa positiva com visuais … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Crianças Lobo (Ookami kodomo no Ame to Yuki – 2012)

É muito bom descobrir realizadores com estilos autorais de outros países. Os trabalhos deles permitem descobrir novas tendências e formas, como não se pode encontrar em uma produção cultural comum.

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Mogli: O Menino Lobo (The Jungle Book – 2016)

Hollywood é tão cheia de diretores de aluguel que a existência de um Jon Favreau é surpreendente. Saber que ele começou como comediante (de vez em quando ele ainda faz uma ponta aqui ou ali em filmes de amigos) é … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Sete Homens e Um Destino (The Magnificent Seven – 2016)

Finalmente chegou. O remake do remake. O nome é o mesmo do filme de 1960, a premissa é a mesma dele e do original japonês, mas existe uma dúvida. Cinquenta e seis anos depois, pra quê fazer uma refilmagem de … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Conspiração e Poder (Truth – 2015)

Se você não conhece este Conspiração e Poder, existem duas razões principais: a qualidade da produção e, em especial, outro filme com temática semelhante. A produção foi lançada nos Estados Unidos no mesmo período que Spotlight. A comparação foi inevitável … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Tudo Vai Ficar Bem (Every Thing Will Be Fine – 2015)

Filmes do Wim Wenders são sempre um evento. Ainda mais quando ele não faz documentários. Dono de uma sensibilidade única, o diretor alemão sabe criar visuais do simples. Por isso surgiu uma expectativa muito alta quando ele lançou este Tudo … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Precisamos Falar do Assédio (2016)

Documentários são filmes diferentes, mas são filmes. E como tal eles trabalham com conceitos e mensagens que podem ser muito fortes. Podem ser divertidos ou chatos. Podem ser inteligentes e lentos. Podem ser rápidos e incômodos. Infelizmente, eles com frequência … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , | Deixe um comentário

The Fundamentals of Caring (Amizades Improváveis – 2016)

Eis um caso curioso: a Netflix compra os direito de distribuição de um filme independente exibido no festival de Sundance. O material de baixo orçamento provavelmente consegue mais visibilidade no lançamento em streamming do que se tivesse sido comprado por … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Café Society (2016)

Woody Allen é um desses diretores curiosos que sempre acertam. Alguns filmes desses realizadores não são queridos pelo público ou pela crítica por não manterem o nível das melhores obras deles. Mas é sempre inquestionável: os piores filmes de Allen … Continuar lendo

Publicado em Filmes | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário