Sob Pressão (2016)

sob-pressao-1

Durante um tiroteio em uma favela, três feridos são encaminhados a um hospital público: um policial, um traficante e uma criança. Entre recursos escassos, poucas salas cirúrgicas e pressão vinda de todos os lados, a equipe médica liderada por Evandro (Júlio Andrade) – conhecida como Unidade Vermelha – tem de fazer escolhas complicadas, na tentativa de salvar mais pessoas.

Sob Pressão é dirigido por Andrucha Waddington (Casa de Areia e Lope), com roteiro de Renato Fagundes e Leandro Assis. O elenco principal é composto por Júlio Andrade, Ícaro Silva (Paulo), Marjorie Estiano (Carolina), Andréa Beltrão (Ana Lúcia) e Stepan Nercessian (Samuel).

sob-pressao-3

Equipe precisa fazer escolhas complicadas e com dilemas éticos.

Para os interessados na série Grey’s Anatomy, o longa-metragem é uma boa pedida. Assistir Sob Pressão é semelhante a ver um episódio duplo do programa televisivo, nos quais normalmente acontecem as situações mais tensas. A pausa para o espectador respirar acontece mais para o fim, já que a agonia toma conta pelas tensões recorrentes.

A equipe ter um número de salas cirúrgicas menor que a quantidade de pacientes que precisam ser operados não é, nem de longe, o único problema. Não há sangue suficiente; um dos médicos é dependente de um remédio; o gerador de energia estraga; um policial pressiona para que o colega seja operado logo; as máquinas às vezes não funcionam; alguém infarta; e, para piorar ainda mais, o edifício é invadido por homens armados. No meio disso tudo, ainda arranjam espaço para romance.

sob-pressao-2

Tensão constante.

Apesar da construção dos dramas pessoais de cada personagem, o tema principal continua sendo o sistema de saúde brasileiro. Portanto, o filme agrega um forte teor crítico, enquanto denuncia a realidade enfrentada pelos profissionais de saúde do país, mesmo que com certo exagero. Reflexões éticas acerca da profissão médica, e também sobre a sociedade como um todo, são tidas com frequência. A fotografia por vezes escura é um recurso que enfatiza ainda mais a obscuridade do sistema.

O formato mais televisivo pode ser motivo de reclamações ou elogios, a depender do perfil do espectador. Apesar de ter uma duração aproximada de 90 minutos, a produção tenta tratar de muitas coisas e inclui acontecimentos desnecessários à trama, como o romance. As cenas médicas são verossímeis e o elenco realiza um bom trabalho. E, mesmo com o ritmo frenético, a capacidade de compreensão do enredo não é afetada.

Sobre Deborah Novais

Eterna perdida nos próprios pensamentos e sonhos, que ainda acredita em um mundo melhor. Louca que escolheu o Jornalismo como forma de ganhar a vida, mas nutre por ele sentimentos conflitantes. O amor pelas diversas formas de arte a acompanha desde que se entende por gente. Não troca Netflix, cinema, shows e teatro por quase nada.
Esse post foi publicado em Filmes e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s