Cenas que amamos – Você mesmo disse, puto (Guardiões da Galáxia)

peter se vira com a pedra do infinito.gif

Enquanto buscava-se uma cena para essa publicação, surgiu o choque. Como Guardiões da Galáxia nunca fez parte dessa coluna? A produção não é apenas uma das melhores da Marvel, ou uma das melhores do ano em que foi lançada. Trata-se de um tipo de filme que aparece com uma frequência cada vez mais rara nos cinemas. O absurdamente divertido.

E esse filme é tão bom e rico em grandes momentos que é difícil escolher uma cena para representar a beleza dele. Então vai ser a melhor mesmo. Aquela que deixou as pessoas boquiabertas nos cinemas porque não acreditavam no que viam. Era difícil crer que um longa de orçamento inflado ousava fazer piada do próprio clímax.

Por um minuto, o herói Peter Quill zomba de todas as regras de filmes de ação com muitos efeitos especiais e derrota o vilão “imortal” e mais poderoso que a vida ao dançar. Só isso, ele dança e faz com que o inimigo da galáxia se distraia o suficiente para que ele possa se sacrificar e roubar uma pedrinha.

Isso sozinho seria suficiente para tornar essa cena inesquecível, mas eis que o diretor e roteirista do filme, James Gunn, não perde o tempo e faz com que todas as tramas se resolvam em uma cena praticamente sem diálogos. Peter, que fugiu a vida inteira da dor de relacionamentos, abraça a nova família que reuniu e revela uma força maior que a da maioria dos supers da Marvel, ele não é um herói que precisa salvar o dia sozinho.

Daí tudo fica certo. A extraordinária música do Tyler Bates chamada Black Tears (Lágrimas Negras em tradução literal) engrandece enquanto os Guardiões são revelados. Eles funcionam porque trabalham juntos com as individualidades. As imagens, tomadas de roxo, que representa a morte, apresentam eles quebrados quando sozinhos e completos quando unidos.

Foi muito spoiler, mas essa cena é especial e merece.

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Cenas e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s