Cenas que amamos – Aquela coisa vai dar uma boa âncora (Velozes e Furiosos 6)

Vin Diesel em pé no carro em movimento.jpeg

Aplaudir em cinemas é um ato que beira a estupidez, mas é compreensível quando é um gesto puramente espontâneo, e não um cumprimento aos realizadores. Uma das poucas vezes em que o criador deste site teve esta reação em um cinema foi, surpreendentemente, em uma sessão de Velozes e Furiosos 6.

Os protagonistas enfrentam um tanque de guerra turbinado para tentar resgatar a Letty (Michelle Rodriguez), que não se lembra que é parte da equipe. Incapazes de derrotar a monstruosidade bélica com os carros acelerados, a cena explora a falta de esperança do grupo enquanto fazem pequenas insanidades para salvar uns aos outros.

Roman (Tyrese Gibson) está preso em um carro que os rotores do tanque destrói aos poucos na contramão enquanto o resto da equipe se encontra no sentido correto e separado. por um vão entre as vias. Então começam os atos insanos.

Bryan (Paul Walker) se arremessa sobre destroços para salvar o amigo preso no tanque enquanto desvia de carros em alta velocidade. A manobra cria a possibilidade de parar o veículo de guerra, mas justamente no último momento, Letty aparece fora do armamento.

Com o término de uma cena que, apesar de exagerada, nunca fica extraordinariamente inacreditável, o diretor Justin Lin, junto com o roteirista Chris Morgan, decide fazer pontualmente a mais absurda situação da franquia. Talvez até hoje.

Como dizia o material de divulgação do Superman dirigido pelo Richard Donner, “Você vai acreditar que o homem pode voar”. É o que Vin Diesel faz.

É burro, estúpido, maluco e não faz sentido. Mas é feito no momento certo depois de uma cena que empolga aos poucos até chegar em um instante climático que aceita, só naquele segundo cinematográfico, uma bobagem dessas. E com isso, Velozes e Furiosos foi alçado a novas alturas.

Testemunhe abaixo.

Sobre Vina

Publicitário frustrado, editor, cinegrafista, assistente e sonhador. Cinema é algo que não se entende completamente. Sempre se estuda.
Esse post foi publicado em Cenas e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s